Após a nidação o organismo femenino tem de garantir que não volta a ocorrer ciclos ováricos o que acontece com a produção de HCG que vai desempenhar um papel semelhante ao da LH que não deixa degenerar o corpo luteo.
Após o desenvolvimento embrionário, a HCG deixa de actuar pasando a ser a placeta que vai produzir estrogenios e progesterona que por retroalimentação negativa vai inibir a produção de LH e FSH.
Não se formando assim mais ciclos ováricos durante a gravidez.





external image Actua%C3%A7%C3%A3o+do+hcg.jpg